Na manhã desta sexta-feira (11/01), a Guarda Civil Municipal de Sobral ganha novo comando. A Inspetora Simone Oliveira Machado, atualmente gerente operacional, assume o posto. Pertencente à primeira turma da GCMS, Simone é a primeira mulher a assumir o comando da instituição em seus 22 anos de fundação, além de ser a primeira mulher a assumir a função em todo o Estado.

Formada em Serviço Social e cursando especialização em Segurança Pública, a nova comandante possui mais de 50 capacitações e cursos, dentre eles: Controle de Distúrbio Civil, Ronda Ostensiva Municipal, Patrulhamento Urbano, Mediação de Conflitos, Justiça Restaurativa, Direitos Humanos e Polícia Comunitária. A Inspetora já atuou na Ronda Escolar, como comandante do motopatrulhamento, comandante de eventos, comandante da Ronda Ostensiva Municipal e como gerente operacional, além de atuações diversas em ações da defesa civil e trânsito.

De acordo com Simone, sua gestão será voltada para a atuação e integração direta com a comunidade. “Buscaremos fortalecer os laços da GCMS com a sociedade como um todo, aproximando ainda mais a Guarda dos cidadãos. Com isso, gostaria de deixar aqui um número de contato direto comigo, 9 8802 5009, para que não só as instituições, como a população possa ter acesso ao comando da Guarda”, disse.

Visando o melhor ordenamento nas vias municipais, a Coordenadoria Municipal de Trânsito (CMT) realizou, em 2018, uma ampla agenda de ações na Sinalização e Educação no Trânsito. No decorrer do ano, foram revitalizados e implantados aproximadamente 30 mil metros quadrados de sinalização horizontal, como faixas de pedestre, canteiros centrais, avisos de PARE e entorno de praças e esquinas. Além disso, foram implantadas 792 placas de sinalização vertical. 

Na parte educativa, foram realizadas mais de 21 mil abordagens com o intuito de orientar e conscientizar o condutor. Segundo a gerente de Educação no Trânsito, Erika Araújo, tais abordagens se fazem necessárias devido ao alto número de condutores de outros municípios que Sobral recebe diariamente. “Muitas das abordagens educativas realizadas são feitas com condutores de outros municípios, por isso é importante que estejamos sempre conversando e orientado os mesmos, principalmente sobre questões de estacionamento e paradas”. Foram realizadas também 110 visitas e 100 palestras a escolas e instituições públicas e privadas, abordando temas diversos. 

O coordenador da CMT, Julif Guedes, destaca que este foi um ano de muitas modificações. “Não apenas na questão de revitalizações, implantações e manutenções, mas também de mudanças de sentidos de via, mudanças de acessos e uma ampla agenda de ações educativas, tudo pensado para o melhor ordenamento e fluidez do trânsito”, disse. “A equipe da CMT trabalha diuturnamente, seja em fiscalização, manutenção, educação ou implantação, observando sempre os resultados das intervenções e, com isso, aprimorando estudos e futuras atividades. Esse é um trabalho permanente e integrado de toda a equipe”, encerrou.

Dentre as diversas atividades oferecidas para a comunidade pela Prefeitura de Sobral, o projeto “Ocupa Sesec”, desenvolvido pela Secretaria da Segurança e Cidadania, encerrou 2018 com uma média de 500 pessoas inscritas em suas ações. Com faixa etária de 6 a 60 anos, os participantes contam com acompanhamento profissional, com o objetivo de prevenir, através do esporte, lazer e interação social, situações negativas.

A modalidade mais procurada, de acordo com coordenador do Ocupa Sesec, Rosaldo Freire, é o futebol, que acontece aos sábados e domingos, em parceria com a Escolinha Juventude do Bairro Sinhá Sabóia, que atende até 250 crianças e adolescentes. Além do futebol, são oferecidas ainda aulas de capoeira, ritmos, ginástica e karatê, todas gratuitas e desenvolvidas em parceria com associações e comunidade. Para Rosaldo “o esporte desperta um sentimento de equipe, interação e parceria, despertando principalmente nos jovens as competências que lhes permitirão resolver os conflitos de maneira pacífica. Hoje, a Secretaria da Segurança e Cidadania está inserida na comunidade que compreende os bairros Sinhá Sabóia e Cohab I e II, então, buscamos fortalecer e ampliar vínculos com a comunidade”, disse.

Os interessados em participar das atividades, devem procurar Rosaldo Freire na sede da secretaria. “Equipes, escolinhas, associações e outros grupos que quiserem e precisarem usar o espaço da Sesec podem se dirigir à sede para informações quanto aos horários disponíveis, equipamentos e termos de conduta”, finaliza Rosaldo.

 

A Secretaria da Segurança e Cidadania (Sesec), por meio da Coordenadoria Municipal de Trânsito e Guarda Civil Municipal de Sobral, vem intensificando ações permanentes do Programa Permanente de Educação no Trânsito em áreas de maior fluxo. Atuando com rondas regulares nos pontos mais congestionados, a ação busca melhorar a fluidez não apenas para condutores, mas também para pedestres, comerciantes e moradores.

De acordo com a gerente de Educação no Trânsito, Erika Arruda, essas rondas consistem no mapeamento dos pontos mais congestionados, diálogo intenso com população e, principalmente, com condutores de outros municípios. “Estamos periodicamente percorrendo a cidade, abordando as situações irregulares e conversando com os responsáveis, não apenas motoristas, mas com todos que utilizem a via pública indevidamente”, disse. A atividade também é um momento para ouvir as demandas dos sobralenses. “Com isso, buscamos soluções que visem melhorar e otimizar o cotidiano de todos”, destacou a gerente.

Além das rondas, o programa conta ainda com blitz educativas, palestras e círculos de conversas em escolas, órgãos públicos e iniciativa privada. Esses momentos podem ser solicitados na sede da Secretaria da Segurança e Cidadania (Rua Engenheiro José Figueiredo, 1035, Cohab I).

Para a ambulante Maria do Carmo Ponte Quariguasi, que se encontra diariamente em frente ao Vapt Vupt, com a presença da equipe de Educação, o trânsito em frente ao local melhorou consideravelmente. “A melhora foi de 100%. Antes o pessoal estacionava em vagas de idosos ou portadores de necessidades especiais e não queriam sair. Agora, depois das conversas e, claro, da fiscalização, isso não acontece mais. É mais limpo, rápido e organizado”, disse.

Outras informações: (88) 3611-5695